Dinâmica populacional em abrigos de cães e gatos: importância do controle de entrada e saída na gestão e no bem-estar animal

Publicado em: 13/04/2023

De forma ideal os abrigos devem atuar como casa de passagem para os animais abandonados, os recolhendo e os reintegrando à sociedade por meio da adoção. No entanto, muitas vezes estão além do seu limite de capacidade total, tanto pela sua estrutura, quantos seus recursos financeiros e humanos. Dessa forma, é de extrema importância seguir fundamentos da Medicina de Abrigos que estão relacionados a proposituras de políticas externas e internas a serem implementadas. Uma das medidas para evitar não só um número excessivo de alojados dentro da estrutura do abrigo, mas também para conhecer o histórico e viabilizar melhores programas preventivos e de manejo, é realizar os registros dos animais e analisar a dinâmica populacional (DP). A dinâmica populacional (DP) é uma das políticas organizacionais de um abrigo e pode ser definida como a variação na quantidade de indivíduos em determinada população. A equipe de Medicina Veterinária do Coletivo da Universidade Federal do Paraná, em parceria com o Instituto PremieRpet® pelo projeto Medicina Veterinária de Abrigos, confeccionou um texto técnico sobre a dinâmica populacional em abrigos de cães e gatos para auxiliar profissionais e colaboradores que atuam na Medicina de Abrigos.

Gostou? Compartilhe:

Publicações Relacionadas

...
CRMV-CE convida abrigos de animais a se cadastrarem em 1º mapeamento nacional
...
Enriquecimento Ambiental como Ferramenta de Bem-estar para Abrigos de Cães
...
Plano Nacional de Contingência de Desastres em Massa Envolvendo Animal
...
Entenda mais sobre a iniciativa “Medicina de Abrigo Brasil”